PCCR de agentes de trânsito: com 260 dias sem respostas, Sisepe pede audiência urgente para resolver o problema

Reivindicação havia sido muito bem recebida pelo governador, mas proposta não andou
22/03/2024 22/03/2024 15:14 300 visualizações

O Sisepe-TO (Sindicatos de Servidores Públicos no Estado do Tocantins) protocolou, nesta sexta-feira, pedido para que o governador Wanderlei Barbosa e o chefe da Casa Civil recebam, com urgência, comissão da entidade e de servidores do Detran para tratar do PCCR (Plano de cargos, Carreira e Remuneração) dos fiscais de trânsito do Detran.

A categoria havia apresentado pedido sobre o tema no ano passado, mas, após 259 dias, não houve qualquer retorno por parte do poder público estadual. “Na época, a solicitação foi bem recebida e até destacada pelo governador em suas redes sociais. No entanto, muitos meses se passaram e não há qualquer avanço no tema”, lamentou o presidente do Sisepe, Elizeu Oliveira.

O líder sindical destacou que o papel dos agentes é fundamental no trabalho de evitar acidentes no Estado. “Estamos vendo cada vez mais veículos nas ruas e nas estradas, cada vez mais potência nos carros, ampliação da quantidade e dos riscos de acidente, e os servidores que têm o papel conscientizar os condutores e fiscalizar o trânsito não vêm recebendo o apoio devido da administração pública”, ponderou o Elizeu Oliveira.