Sisepe inicia execuções de decisão que determina pagamento de adicional noturno a servidores filiados

Sindicato estima que até 3 mil pessoas possam ser beneficiados pela decisão; entidade está disponível para fornecer mais informações
06/03/2024 06/03/2024 08:11 818 visualizações

O Sisepe-TO (Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins) começou, nesta semana, a ingressar com as execuções de pagamento de adicional noturno aos servidores públicos estaduais. Os processos são baseados na decisão do TJ-TO (Tribunal de Justiça do Tocantins) que atendeu apelação cível (recurso) do Sisepe-TO e determinou que o governo do Estado proceda o pagamento de adicional noturno para todos os funcionários públicos estaduais filiados representados pelo sindicato que trabalham a noite. A decisão é de maio do ano passado, mas os pedidos só puderem ser feitos agora pois esse tipo de ação exigia o trânsito em julgado.

A decisão, relatada pelo desembargador Helvécio de Brito Maia nos autos da ação 0026453-74.2018.8.27.2729 na 4ª Turma da Primeira Câmara Cível, reconhece que o pleito do sindicato é correto e manda reformar a sentença inicial sob pena de multa ao Estado. “Recurso conhecido e parcialmente provido para determinar que o Estado do Tocantins proceda ao pagamento do adicional noturno aos servidores substituídos pelo Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE) que, comprovadamente, trabalham no período noturno, nos termos do art. 72 da Lei nº 1.818/2007, no prazo de 30 (trinta) dias contado do trânsito em julgado da presente ação, sob pena de multa diária de R$ 300,00, limitada a R$ 30.000,00”, destaca trecho da ementa.

Na ação, o Sisepe pede, inclusive, que o governo do Estado relacione a quantidade de servidores estaduais que terão direito a receber o adicional. Em estimativa preliminar do sindicato, poderiam ser até 3 mil pessoas.

O presidente Elizeu Oliveira disse que o sindicato está à disposição de quem quiser buscar informações sobre o tema. “Nós nunca vamos deixar de atender qualquer filiado”, reafirmou.

O advogado Flávio Alves, por sua vez, reforça a importância da conquista. “A orientação que o presidente Elizeu Oliveira me passou é fazer de tudo para garantir os direitos dos servidores filiados. Nós atuamos de forma intransigente e conseguimos essa importante decisão. Quem trabalha à noite precisa ser pago por isso”, ressaltou o advogado.

Para mais informações, os servidores podem entrar em contato com o atendimento Sisepe-TO no telefone 63 3215-1654 ou no e-mail atendimento@sisepe-to.org.br.